É provável que não tenha ficado claro como a urodinâmica ajuda o Urologista, pois falamos em linhas gerais sobre o exame na semana passada. Hoje, portanto, pretendo falar sobre alguns achados do exame. Além disso, correlacionar esses achados com algumas doenças.

O que são aquelas linhas que vi no gráfico?

Ao propósito de entender as pressões vesicais, sondas são alocadas no reto e na bexiga. Assim sendo, as duas primeiras linhas do gráfico, a vermelha e a verde, são respectivamente as medidas da pressão vesical (bexiga) e abdominal (reto). A terceira linha, por fim, é o que chamamos de pressão detrusora – a linha rosa. Ela recebe esse nome devido ao nome do músculo que faz a bexiga contrair: o músculo detrusor.  A saber, ela não é uma medida direta de uma pressão, como as outras. Em contrapartida ela é uma subtração, da pressão vesical menos a abdominal.

como a urodinâmica ajuda o urologista

Esse último parágrafo, contudo, complicou um pouco, não é? A fim de amarrar o que falei e esclarecer, finalmente, o exame, vamos a um exemplo.

Como a urodinâmica ajuda o Urologista – Incontinência Urinária

Muitas mulheres têm problemas para segurar a urina, a também chamada incontinência urinária. A incontinência urinária, entretanto, não ocorre sempre devido ao mesmo problema. Com toda certeza, as causas mais comuns de incontinência urinária são a incontinência de esforço e a incontinência de urgência. Mas como a urodinâmica ajuda o urologista nesses casos?

Incontinência de Esforço

A chamada incontinência de esforço acontece quando um aumento da pressão abdominal é transmitido para a bexiga e como resultado há perda de urina. Assim sendo, se ocorre um aumento de pressão na bexiga, devido a um aumento da pressão abdominal, uma tosse, por exemplo, o que ocorre com as linhas vermelha, verde e rosa?

Primeiramente a linha vermelha sobe, pois há um aumento da pressão na bexiga. Em segundo lugar a linha verde também sobe, porque houve aumento da pressão abdominal. Mas e a linha rosa, o que acontece com ela então? Ela deve ficar inalterada, pois a subtração das forças com a mesma intensidade é igual a zero. Na prática, ela pode alterar-se um pouco, contudo por artefatos técnicos inerentes ao exame.

como a urodinâmica ajuda o urologista

Afinal, como a urodinâmica ajudou o Urologista?

Enfim, a tradução disso tudo para o médico é: houve perda de urina, pois, uma força externa a bexiga fez com que a pressão em seu interior aumentasse. Como resultado houve perda de urina. Não houve, portanto, contração do músculo da bexiga, o detrusor, como componente para a perda urinária. Ademais, conseguiu-se com o exame, não somente verificar o mecanismo que levou a perda de urina, como também medir a pressão aproximada em que a perda de urina ocorre.

Incontinência de Urgência

Em contraste com a incontinência de esforço, a incontinência de urgência ocorre quando o detrusor, ou seja, o músculo da bexiga, contrai e dessa maneira eleva a pressão vesical. Analogamente ao que fizemos com a incontinência de esforço, vamos pensar no que ocorre com as linhas vermelha, verde e rosa.

Em primeiro lugar, a linha vermelha sobre, pois houve um aumento da pressão no interior da bexiga. Em seguida, ao analisarmos a linha verde, veremos que ela não se altera. Afinal, a pressão dentro do abdome, fora da bexiga não mudou. Finalmente, veremos uma alteração na linha rosa, de intensidade igual à observada na linha vermelha. Em outras palavras, como a pressão abdominal não se alterou, ela não exerceu nenhuma influência na linha rosa, que seguiu exatamente a mudança da linha vermelha.

como a urodinâmica ajuda o urologista

Afinal, como a urodinâmica ajudou o Urologista?

Em conclusão, a interpretação: houve aumento da pressão na bexiga porque o músculo detrusor contraiu. Como conseqüência, ocorreu perda de urina. Portanto, nenhuma força externa atuou para que isso acontecesse. Da mesma forma que na incontinência de esforço, conseguimos ainda, através das medidas das pressões, saber a intensidade da contração da bexiga.

Como a urodinâmica ajuda o Urologista – o que mais?

Por hora, encerro esse texto sobre como a urodinâmica ajuda o Urologista. Em suma, entendemos um pouco melhor o exame e vimos também a implicação de seus resultados no diagnóstico da incontinência urinária. Ressalto, contudo, que existem outros problemas urológicos em que o estudo urodinâmico pode ajudar. Falarei sobre eles certamente em posts futuros.

Faça sua urodinâmica no IUP

Caso seu médico tenha solicitado uma avaliação urodinâmica, procure o IUP. Temos um grande volume de exames e por isso adquirimos grande experiência em sua realização e interpretação. Ao mesmo tempo, no Instituto de Urologia de Piracicaba, você receberá um atendimento respeitoso e humano.

como a urodinâmica ajuda o urologista

Categorias: Sem categoria

1 comentário

Incontinência Urinária de Esforço | Urologista - Dr. Tiago Aguiar · 11 de julho de 2020 às 14:22

[…] de caracterizar melhor a perda urinária, além de documentar a queixa objetivamente. Veja o post: Como a urodinâmica ajuda o Urologista para entender mais esse […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *