Você e sua esposa ou você e seu marido pensam em parar de ter filhos e cogitam uma vasectomia? Espero ajudar a tirar algumas dúvidas.
Primeiramente é importante dizer que a vasectomia é considerada um método definitivo para contracepção. Portanto, se vocês não estão certos se querem algo definitivo é melhor ponderarem outros métodos disponíveis como: condom (camisinha), anticoncepcionais orais, injetáveis ou implantes e dispositivo intrauterino (DIU).
A vasectomia é superior a maioria dos métodos contraceptivos, de tal forma que possui uma taxa de falha de aproximadamente de 1 em cada 2000.

A Vasectomia


O procedimento geralmente é realizado em regime ambulatorial, sob anestesia local. Desta maneira, o homem sentirá o urologista examinar a região e depois receberá a injeção de um anestésico no local da cirurgia. No procedimento, é retirado um fragmento de cada deferente, isto é, o canal que transporta os espermatozóides, e as pontas são amarradas. Em princípio, cirurgia é feita em menos de 30 minutos.

Vasectomia

O pós-operatório

No período pós-operatório é recomendado repouso por 4-5 dias, assim como uso de analgésicos e colocação de gelo no local. Nesse período também é orientada a abstinência sexual. Complicações como hematomas e infecções ocorrem em 1-2% dos casos. Pode ocorrer também dor crônica nos testículos em 1-2% das vezes.


Três meses após a vasectomia, é realizado um espermograma, para confirmar que não há mais espermatozóides no ejaculado. Havendo essa confirmação, considera-se que a contracepção está efetiva. Apenas 10-15% do volume que é ejaculado é diminuído após o procedimento, o que é praticamente imperceptível. Lembro também que a vasectomia não implica em nenhuma alteração na função sexual, ereções, orgasmo ou libido.

Com o propósito de melhor atender os nossos pacientes, temos salas para exames e pequenas cirurgias no próprio Instituto. Assim realizamos a vasectomia no próprio IUP


Caso ainda tenha dúvidas, entre em contato comigo ou procure seu urologista no Instituto de Urologia de Piracicaba.

IUP

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *